19-04-2017

Comunidade dos Jogos da rede Steam infectada com ódio pelos judeus, islâmicos e neo-nazistas em conversas online sobre a matança de judeus

source: Campaign Against Antisemitism


Na plataforma dos jogos da rede global da Steam, que tem cerca de 100 milhões de usuários, incluindo um grande número de crianças, existem cerca de 11.903 usuários com o nome de Adolf Hitler, 3611 usuários que se chamam Osama bin Laden, e inúmeros outros que adotaram nomes antissemitas na rede, que supostamente apoiam o terrorismo e o genocídio. A busca de nomes que contenham as palavras "Juden", "Nazistas" e termos similares, também trazem de volta milhares e milhares de perfis audaciosos.

 

Apesar do Código de Conduta da plataforma online Steam, que proíbe os usuários a tomarem qualquer ação que seja "assédio moral" ou "assédio" a outros, e exige que eles não façam nada que "impida a qualquer outro usuário de usufruir da plataforma de serviço da Steam". Parece que o ódio antissemita é comum na plataforma, e islâmicos e neonazistas ainda discutem como pode ser vista a matança de judeus na vida real.

 

A plataforma Steam é propriedade da Valve Corporation. Simples assim, ela fornece um parque infantil online onde as crianças passam horas interagindo entre si e entre eles e os pesados ​​antissemitas. Parece, que encontrar provas de antissemitismo na plataforma Steam é uma tarefa fácil e não há nenhuma razão que os inspectores da empresa Valve não sejam capazes de fazê-lo. Deve-se proibir estes usuários antissemitas.

 

Você pode querer entrar em contato com o CEO da Valve, Gabe Newell no email gaben@valvesoftware.com, para perguntar-lhe por que a Steam está tão contaminada de antissemitas asquerosos.