Verenigd Koninkrijk / 05-04-2017

25% dos estudantes judeus no campus têm medo do antissemitismo na Grã-Bretanha

source: independent


Dois terços dos estudantes judeus na Grã-Bretanha acreditam, que eles foram alvos de ataques por causa de sua religião, e a maioria deles estão preocupados de serem vítimas de ataques antissemitas, sugere um novo estudo.

 

26% dos estudantes judeus em universidades disseram em uma pesquisa realizada pela Associação Nacional dos Estudantes, que estão "muito preocupados" com o sofrimento físico, danos à propriedade, abuso verbal ou roubo que possam acontecer com eles por serem judeus.

 

A publicação dos resultados da investigação foi realizada na segunda-feira, enquanto uma série de incidentes antissemitas relatados nas instituições educacionais britânicas quase duplicou em relação ao ano passado, 21- 41. Além disso, estudantes judeus continuam a expressar preocupação com o antissemitismo na União Nacional dos Estudantes ou no NUS.

 

Menos da metade, ou 49% dos estudantes judeus que responderam à pesquisa disseram que se sentem à vontade para participar nos eventos do NUS, enquanto dois terços pensaram que a UE não vai reagir adequadamente às reclamações de antissemitismo.

 

485 estudantes respobderam à pesquisa conduzida entre novembro e fevereiro pela equipe de pesquisa da NUS em colaboração com a União dos Estudantes Judaicos.

 

A pesquisa também constatou que 45% dos estudantes judeus disseram que não se sentem à vontade para expressar suas opiniões sobre o conflito israelense-palestino. Além disso, foi encontrada evidência anedótica, de que os alunos se sentiram injustiçados por comentários antissemitas feitos pelos  conferencistas.

 

Quase dois terços dos estudantes judeus disseram que tiveram problemas com aulas e exames previstos em importantes feriados judaicos, e quase a metade deles relataram dificuldades em encontrar comida kosher nos campi.