Estados Unidos / 07-03-2017

Todos os 100 senadores apelam aos governos para combaterem o antissemitismo

source: thehill


Todos os 100 membros do Senado dos EUA, republicanos e democratas, enviaram ontem uma carta à administração dos sêniors do governo de Trump, exigindo que a Casa Branca extenda a mão para as instituições judaicas em todo o país, contra o pano de fundo de incidentes antissemitas e ameaças frequentes nos últimos tempos.

 

Em uma carta dirigida ao ministro da Justiça, Jeff Sessions, o secretário de Segurança Interna John Kelly e chefe do FBI James Comey, os senadores observaram que recentemente foram documentados " pelo menos 98 casos", que neles hopuveram ameaças de bomba aos centros comunitários e escolas judaicas, bem como casos de vandalismo em cemitérios judaicos. "Estamos preocupados que a taxa de incidentes está ganhando impulso, e a falta de prevenção desses casos colocam pessoas inocentes em risco e comprometem a situação econômica das instituições da comunidade judaica", escreveram eles. Senadores pediram a iniciativa do governo para entrar em contato com as diversas instituições e oferecer a sua ajuda no fornecimento de vários subsídios e fornecimento de medidas de segurança adicionais para lidar com a situação. Ontem, mais de 10 organizações judaicas nos Estados Unidos tiveram que lidar com ameaças em relação a eles, incluindo os escritórios da ADL. Como resultado, veremos novamente a evacuação de crianças das escolas e centros comunitários. Até agora houveram seis ondas de ameaças que nelas organizações judaicas receberam falsas ameaças de bombas e recentemente prenderam um homem por suspeita de envolvimento em oito dos casos. Enquanto isso, ontem um centro da comunidade judaica na cidade de Toronto recebeu um telefonema informando que uma bomba foi plantada em seu local.